ARTIGOS

Escolha um ano e veja o conteúdo:

24/08/2015

Três gotas e o degelo

João Guilherme Vargas Netto, Consultor Sindical

A geleira endurecida pingou três gotas de água. É muito pouco, mas, com otimismo, pode prefigurar o degelo.

18/08/2015

Fortalecer o manifesto, continuar a luta

João Guilherme Vargas Netto, Consultor Sindical

Parece que as manifestações do último domingo, grandes, mas delimitadas sociologicamente, não tiveram o efeito de modificar a conjuntura. O governo continua emparedado, insistindo no ajuste fiscal e a oposição continua desorientada, com um de seus maiores representantes indicando uma solução para a crise que não havia sido vocalizada pelas ruas.

12/08/2015

Vitória de Pirro

João Guilherme Vargas Netto, Consultor Sindical

Depois de meses de embates jurídicos em três níveis da Justiça do Trabalho em Brasília e com algumas peripécias de um filme de Roberto Farias, a Confederação Nacional das Profissões Liberais (CNPL) conseguiu que um juiz determinasse a anulação do registro sindical da Confederação Nacional dos Trabalhadores Liberais Universitários (CNTU), o que a secretaria de Relações de Trabalho do ministério do Trabalho e Emprego executou com presteza.

03/08/2015

O que deve ser feito

João Guilherme Vargas Netto, Consultor Sindical

O presidente do sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo e Mogi Miguel Torres e o assessor de imprensa Jorge Pires visitaram a Folha de S.Paulo.

27/07/2015

Desigualdade social e sindicalismo

João Guilherme Vargas Netto, Consultor Sindical

O livro organizado pela professora Marta Arretche, da USP, “Trajetórias das Desigualdades – como o Brasil Mudou nos últimos 50 anos” merece ser lido e estudado.

21/07/2015

As quatro onças ferozes

João Guilherme Vargas Netto, Consultor Sindical

Tudo aparece misturado como em uma horrorosa feijoada fria. Mas, para compreender aquilo que diariamente nos bombardeia, eu sugiro que se divida a crise (pelo menos na sua compreensão) de forma a facilitar as resistências.

13/07/2015

Ainda sobre a conjuntura

João Guilherme Vargas Netto, Consultor Sindical

É muito difícil inovar em um texto de análise semanal da conjuntura se ela (a conjuntura) não muda. Principalmente quando a atenção primária deve voltar-se para o fundo do quadro e não para a superfície política de flotação midiática.

06/07/2015

Resistência

João Guilherme Vargas Netto, Consultor Sindical

Estamos testemunhando no Brasil, em 2015, a inversão simultânea e acelerada das curvas que vinham marcando positivamente o emprego e os ganhos de salários.

01/07/2015

Tempos duros

João Guilherme Vargas Netto, Consultor Sindical

Estamos em uma conjuntura de resistência em que as más notícias vão se acumulando e as boas passam a ser raras.

25/06/2015

Engenharia Unida

João Guilherme Vargas Netto, Consultor Sindical

Os médicos, em última instância, cuidam da saúde, advogados cuidam de direitos e os engenheiros cuidam da produção.

16/06/2015

A inflação renitente

João Guilherme Vargas Netto, Consultor Sindical

Das muitas interrogações sobre a economia brasileira na atual conjuntura, uma das que mais me intriga é a renitência da inflação.

12/06/2015

Luto e luta

João Guilherme Vargas Netto, Consultor Sindical

Não sei o que deu na cabeça de Gaudêncio Torquato, tão ajuizado em seus textos, para escrever o que publicou na Folha de São Paulo, na última terça-feira, sobre a orfandade dos trabalhadores.

03/06/2015

A música que se ouve

João Guilherme Vargas Netto, Consultor Sindical

Para entender a atual conjuntura brasileira tenho usado a comparação com a escrita de uma partitura de concerto. Nas pautas estão registradas separadamente as notas musicais determinadas para grupos de instrumentos ou executantes que se ouvem em conjunto.

19/05/2015

Nova conjuntura

João Guilherme Vargas Netto, Consultor Sindical

Durante os últimos anos o movimento sindical brasileiro, aproveitando-se de uma conjuntura favorável, com ganho real do salário mínimo, ganhos significativos nas negociações coletivas e campanhas salariais, crescimento do emprego com formalização dos vínculos, diminuição das jornadas efetivamente trabalhadas, aproximação entre os salários de admissão e os salários de demissão (embora com a rotatividade em alta), taxas de sindicalização estáveis e com a unidade de ação programática das centrais (pauta do Pacaembu), viu crescer seu protagonismo social, apesar da relativa incompreensão de seu papel por grande parte da mídia e de muitos governantes e com o desprezo mal disfarçado de setores empresariais e de alguns analistas de mercado.

13/05/2015

A dança dos três monstros

João Guilherme Vargas Netto, Consultor Sindical

Três monstruosas criaturas dançam freneticamente no cenário de barata-voa brasileiro. Elas agitam as mãos e emitem grunhidos que são reproduzidos nos veículos de comunicação.

04/05/2015

O rabo balançou o cachorro

João Guilherme Vargas Netto, Consultor Sindical

Dois comentaristas tão diferentes como André Singer e Elio Gaspari perceberam o mesmo acorde na sinfonia. Ambos mencionaram o papel desempenhado pela radicalização das posições, partidárias e sindicais, sobre a terceirização e os efeitos desta na luta unitária contra o pacote do ajuste econômico. A terceirização foi o rabo que balançou cachorro.

29/04/2015

Um livro valioso

João Guilherme Vargas Netto, Consultor Sindical

Aconteceu hoje, dia 28, no auditório da Faculdade de Saúde Pública, o lançamento, com direito a autógrafos, do livro, Análises do Trabalho – Escritos Escolhidos, da doutora Leda Leal Ferreira, editora Fabrefactum.

24/04/2015

Baixar a poeira

João Guilherme Vargas Netto, Consultor Sindical

É preciso deixar abaixar a poeira para que se faça um levantamento criterioso desta fase da luta pela regulamentação da terceirização e seus desdobramentos.

14/04/2015

A mais grave derrota

João Guilherme Vargas Netto, Consultor Sindical

A mais grave das derrotas que o movimento sindical teve na semana passada foi a perda da unidade de ação das direções sindicais. O barata-voa da política instalou-se em nosso movimento.

06/04/2015

Elogio aos sindicatos

João Guilherme Vargas Netto, Consultor Sindical

Em um estudo publicado em março e que passou batido, duas economistas do FMI revelam “a existência de uma ligação entre a queda da taxa de sindicalização e o aumento da parcela das rendas mais altas nos países avançados durante o período 1980-2010”.