NOTÍCIAS

Compartilhar:

Redação - 01/08/2014

Huawei mantém postura pouco transparente

O Sintetel cobra respostas da Huawei, pois desde a última reunião com o Sindicato, em 30 de junho, a empresa não deu nenhum posicionamento sobre os problemas abaixo, que são reflexos da falta de transparência. 

● Plano de Saúde

A empresa dá com uma mão e tira com as duas. Isso porque, apesar da Huawei não cobrar do trabalhador o Plano de Saúde, ela desconta R$83,88 de cada dependente e mais 10% de coparticipação. 

O percentual é referente aos procedimentos médicos que não têm os valores previamente comunicados ao trabalhador.

Vale lembrar: na Convenção Coletiva, o valor a ser cobrado não deve ultrapassar os R$ 46 por pessoa.

● PPR 

A proposta de PPR aprovada prevê um prêmio de 0,5 a 5 salários, conforme o atingimento de metas. Entretanto, a empresa não deixa claro quais e como elas são analisadas. 

No final do período de apuração, os trabalhadores questionam que, devido a falta de transparência, a maioria nunca recebe acima de 0,5 salário.  

● Convenção Coletiva

A empresa burla a Convenção. Ela nomeia funcionários como gerentes, mesmo que eles não possuam subordinados, com o intuito de não aplicar reajustes para esses cargos. 

Na última reunião, os representantes da empresa disseram que isso seria solucionado. O Sindicato ainda espera uma resposta.

● Acesso ao Restaurante

Em São Paulo (capital), só podem entrar no restaurante da empresa aqueles que são chineses. O Sintetel não admite qualquer tipo de discriminação.

O Sindicato exige soluções para os problemas pontuados o mais breve possível.

NOTÍCIAS POR EMPRESA