Notícias

Filtro por empresas

Da redação - 04/05/2018

Teleperformance Telecom rema contra a corrente

A Teleperformance Telecom assumiu o contrato da EGS e já mostra suas garras contra os trabalhadores.

A empresa informou que vai contratar apenas 20 trabalhadores oriundos da EGS e com salários e benefícios inferiores aos praticados na antiga empresa.

O Sintetel não aceitou as considerações da empresa sobre a contratação dos trabalhadores oriundos da operação (backbone) “O&M”. Tal atitude demonstra precarização do segmento, sendo que o Sindicato reivindica a contratação de 100% da mão de obra dos envolvidos, inclusive com os mesmos salários e condições de trabalho que eram praticados na EGS.
 
Sempre que ocorre encerramento de contrato, a empresa tomadora de serviços absorve os trabalhadores nas mesmas condições da anterior. A Teleperformance rema contra a corrente.

Além disso, a empresa tem práticas antissindicais. Ela não quer contratar o companheiro Noel que é nosso diretor sindical eleito pelos trabalhadores. O Sindicato cobra da VIVO, que é a tomadora dos serviços e estava presente na reunião, uma solução para este impasse. A VIVO respondeu que não obteve êxito.

A Teleperformance Telecom também não pagou PPR aos seus trabalhadores nos últimos anos. A empresa segue na contramão de todas as outras empresas do setor que cumprem a Convenção Coletiva e pagam o PPR.

A empresa também quer precarizar o setor e contraria o que já vem sendo praticado há anos no segmento de telecom. O Sindicato avaliará o posicionamento da empresa e tomará as medidas cabíveis. Além disso, o Sintetel buscará realocar os demais trabalhadores em outras empresas.