Notícias

Filtro por empresas

Da redação - 11/05/2018

Reforma, aqui não! Sintetel negocia pacote de benefícios na Vivo

De acordo com a reforma trabalhista (Lei 13.467/2017), as condições para demissões em massa não exigem mais qualquer negociação prévia com o sindicato da categoria. O Sintetel não concorda com isso!

Por isso, após receber questionamentos dos trabalhadores a respeito de demissão em massa, nós acionamos a Vivo que confirmou mais um processo de restruturação. 

No primeiro momento, a preocupação do Sintetel foi impedir que tal fato ocorresse. O Sindicato conseguiu negociar a manutenção de vários empregos por meio de remanejamento de funções e promoções em cargos disponíveis. 

Apesar deste esforço do Sindicato, a Vivo afirmou que ainda assim precisaria efetuar a redução de cerca de 500 postos de trabalho no setor administrativo. Por princípio, o Sintetel é contra demissões, principalmente em um cenário de crise e grande desemprego. Entretanto, a restruturação da Vivo foi dada como irreversível. 

Com o objetivo de minimizar o impacto econômico dos trabalhadores envolvidos, o Sindicato brigou por um pacote de benefícios e ainda conseguiu aumentar o número de salários de indenização, em comparação às que ocorreram em anos anteriores. 
Veja como ficou: 

0,5 salários base para cada ano de empresa, com o limite de 15 salários;
Manutenção do Plano de Saúde até 30/09/2018;
Manutenção do Plano Odontológico até 30/09/2018 para quem possui; 
VA/VR do mês em vigor sem desconto;
Doação do celular funcional. 

O período para inscrição é de 14 a 16 de maio. Mais informações serão divulgadas pela empresa. Vale lembrar que cada caso será analisado pelo RH, o pedido poderá ou não ser aceito e todos receberão uma resposta sobre sua solicitação.

A ação do Sintetel confronta a Reforma Trabalhista e ameniza os impactos negativos na vida do trabalhador.