Notícias

FILTRAR:

Grande maioria aprova o Acordo Coletivo 2018/2020 na VIVO

As negociações foram longas e difíceis. Mas o Sintetel negociou um excelente Acordo Coletivo, que foi amplamente aprovado pelos trabalhadores da Vivo em assembleias de 08 a 10 de outubro.

A empresa, durante todo o processo negocial, acenou com a intenção de precarizar o Acordo Coletivo. Além de mudanças no Plano de Saúde, a ideia da Vivo era introduzir vários itens da reforma trabalhista que prejudicam os trabalhadores, como: jornada 12 x 36, banco de horas de 180 dias, trabalho intermitente, quitação anual do contrato de trabalho, entre outros.

A direção do Sindicato manteve-se inflexível nesta questão e conseguiu barrar essas precarizações e garantir um bom acordo, mesmo com o mercado de trabalho tão fragilizado. 

Veja a seguir os principais itens da proposta do Acordo Coletivo 2018/2020 aprovada pelos trabalhadores:

Reajuste salarial: 3,64% a ser aplicado em maio/2019.

• Abono Indenizatório: 50% do salário nominal de agosto/2018, garantido o mínimo de R$ 1.650, sem incidência de imposto. O pagamento será realizado em 01/11/2018.

• Piso salarial: reajuste de 3,64%, a partir de maio/2019.
• VR/VA: reajuste de 3,64%, retroativo a setembro/2018 (pagamento em 25/10/2018).

• Auxílio creche/babá: reajuste de 4%, retroativo a setembro/2018 (aumento real).

• Reembolso por dirigir: correção do valor atual em 3,64% a partir de janeiro/2019.

NOVIDADE - Licença-paternidade: passará de 5 para 20 dias a partir de janeiro/2019. 

O Acordo Coletivo tem validade até setembro de 2020. Porém, as cláusulas econômicas serão renegociadas em setembro de 2019. 

PPR/2018
Vale lembrar que o Sintetel também garantiu avanços importantes nos targets do PPR de 2018 e 2019. Conforme tabela abaixo: 

ANO 

ADM

E

LOJAS

CAMPO E ATENDIMENTO (que não recebe PIV)

CAMPO E ATENDIMENTO (que recebe PIV)

2018

Até 2,87 salários

Até 2,87 salários

1,31 salário

2019

Até 3 salários

Até 3 salários

1,37 salários


Com relação ao PPR/2018, uma antecipação deste valor já foi creditada em julho deste ano (clique aqui). A parcela final será paga mediante ao atingimento de metas até o próximo dia 31 de março. 

ESTAMOS JUNTOS 
Mais uma vez, as ações do Sintetel impactam positivamente na vida dos empregados da VIVO. Estivemos firmes e fortes nesta luta em defesa dos direitos e avanços nas conquistas dos trabalhadores!